Prevenir suicídio passa por restrição da venda de agrotóxico, diz diretora

B7376b60-9fca-0136-2e12-6231c35b6685--minified

A diretora de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis, Fátima Marinho, defendeu nesta quinta-feira, 20, a adoção de políticas que restrinjam o acesso a pesticidas e raticidas no País como forma de se prevenir casos de suicídio. Entre as medidas sugeridas, está a proibição da venda desses produtos em pequenas embalagens. “Apresentações maiores são mais caras. E o preço maior pode ajudar a coibir pessoas a comprar o produto e deixar em casa”, afirma Fátima.

De acordo com ela, técnicos da pasta iniciaram um estudo sobre os reflexos à saúde pública provocados por agrotóxicos. As análises vão embasar medidas de prevenção. “Os números começam a indicar que agrotóxicos aumentam não apenas o risco de suicídio, mas de casos de aborto e malformações”, disse.

O levantamento divulgado nesta quinta mostra que mais da metade (57,6%) das tentativas de suicídio no País foram por meio de intoxicações, como envenenamento ou abusos de substâncias. “Já conseguimos reduzir de forma muito significativa o uso de medicamentos nas tentativas de suicídio. Agora é a vez de agirmos com pesticidas e venenos”, completou.

Além de ser a principal causa de tentativa de suicídios, a intoxicação exógena responde por 18% das mortes. Os números aumentaram de forma expressiva nos últimos 11 anos. Entre mulheres, indicadores passaram no período de 5.264 para 26.251. Entre homens, de 2.471 para 10.028. Medicamentos ainda são os principais agentes tóxicos utilizados, seguidos por raticidas e agrotóxicos.



Outras Notícias


São Barnabé

Após protestos contra cortes na Educação, greve geral está marcada para o dia 14

IV Encontro Estadual de Juventude Negra capixaba será realizado em Itapemirim

Fim das Reservas Legais transformaria o Espírito Santo em um deserto

Santo Anjo da Guarda de Portugal

Senai abre mais de mil vagas em cursos técnicos para o segundo semestre

Homem é encontrado morto em praia de Kennedy

Junho Vermelho: campanha destaca a importância da doação de sangue

Governo apresenta proposta de mudança no Código de Trânsito Brasileiro; veja o que muda

Sarampo pode causar perda auditiva, aponta especialista

Festas juninas e férias escolares aumentam riscos de acidentes com queimaduras

ProUni abre inscrições no dia 11 de junho para bolsas no 2º semestre

Inscrições para o Fies poderão ser feitas a partir de 25 de junho

Estudantes podem se inscrever no Sisu

São Crispim

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.