Economia pode mudar de eixo em Itapemirim

Porto

Apenas construção de porto deve demandar R$ 2 bilhões

Investimentos superiores a R$ 2 bilhões nos próximos anos, em portos, estradas e plataformas industriais, prometem deslocar o eixo econômico de Itapemirim, hoje predominantemente agropecuário. O município, além do turismo, tem como base econômica a cana de açúcar, agropecuária e pesca.

Sua localização estratégica atrai investimentos da cadeia produtiva do petróleo e gás, que desencadeiam outros negócios e oportunidades. O mais iminente é o porto que a multinacional Edison Chouest pretende construir na Praia da Gamboa, no balneário de Itaipava.

São esperados cerca de 2 mil empregos, divididos nas fases de instalação do empreendimento e operacional, para a qual há previsão de 500 postos fixos de trabalho. O investimento é estimado em 850 milhões de dólares (pouco menos de R$ 2 bilhões, na cotação de ontem).

A licença prévia para o empreendimento já foi emitida pelo Instituto Estadual do Meio Ambiente, de acordo com secretário de Desenvolvimento Estratégico de Itapemirim, Josué Batista da Silva, o que assegura também a construção de estaleiro naval para atender empresas petrolíferas. A estrutura prevista no projeto já assegurou contrato com a Shell.

Para a perfeita logística do porto, que tem a proposta de servir de base para operações em alto mar (offshore), será necessário a construção, pelo governo estadual, da rodovia do contorno, com cerca de 18 quilômetros, orçada em R$ 44 milhões.

O secretário municipal informa que as indenizações e desapropriações dos terrenos já estão em fase final para dar início ao traçado da estrada.

Enquanto isso, a Prefeitura de Itapemirim assegura que intensifica e incentiva a qualificação da mão de obra local. Para isso, instalou a Agência Municipal de Treinamento (ATM), em parceria com a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes).

“Temos que nos preparar, pois serão gerados empregos que demandarão mão de obra qualificada. Imagine um impacto de mais de duas mil novas famílias em Itapemirim, utilizando as nossas demandas sociais que já estão no limite”, avalia Josué Batista.

De acordo com ele, “turismo, pesca, petróleo e gás vão receber investimentos de cerca de R$ 20 milhões até 2014”.

Fonte: O Fato



Outras Notícias


Governo quer salário mínimo de R$ 1.040 para 2020

Senai Cachoeiro lança primeira turma do Curso de Qualificação Confeiteiro

Benefícios do chocolate: como aproveitar a Páscoa sem pagar o alto preço das contraindicações

Brasil é vice campeão mundial em cirurgias cesáreas

Mulher é morta em distrito de Alegre com pedra de 20 quilos na cabeça

Obras em trecho da rodovia do Valão são retomadas

Operação Quimera efetua prisões e afasta secretários em Vargem Alta

Justiça do ES não cumpre leis de prisão domiciliar para presas com filhos

São Crescente, foi martirizado por não negar a Jesus Cristo

Espetáculo da Paixão de Cristo terá duas apresentações em Jaciguá

Defensoria denuncia racionamento de água em presídio de Cachoeiro

Ministério registra aumento do consumo e produção de orgânicos no Brasil

Santo Isidoro, buscava a salvação das almas

Hospital do ES é condenado por dar falso diagnóstico de HIV

CNC projeta alta de 1,5% para as vendas da Páscoa contra 2% de 2018

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.