Economia pode mudar de eixo em Itapemirim

Porto

Apenas construção de porto deve demandar R$ 2 bilhões

Investimentos superiores a R$ 2 bilhões nos próximos anos, em portos, estradas e plataformas industriais, prometem deslocar o eixo econômico de Itapemirim, hoje predominantemente agropecuário. O município, além do turismo, tem como base econômica a cana de açúcar, agropecuária e pesca.

Sua localização estratégica atrai investimentos da cadeia produtiva do petróleo e gás, que desencadeiam outros negócios e oportunidades. O mais iminente é o porto que a multinacional Edison Chouest pretende construir na Praia da Gamboa, no balneário de Itaipava.

São esperados cerca de 2 mil empregos, divididos nas fases de instalação do empreendimento e operacional, para a qual há previsão de 500 postos fixos de trabalho. O investimento é estimado em 850 milhões de dólares (pouco menos de R$ 2 bilhões, na cotação de ontem).

A licença prévia para o empreendimento já foi emitida pelo Instituto Estadual do Meio Ambiente, de acordo com secretário de Desenvolvimento Estratégico de Itapemirim, Josué Batista da Silva, o que assegura também a construção de estaleiro naval para atender empresas petrolíferas. A estrutura prevista no projeto já assegurou contrato com a Shell.

Para a perfeita logística do porto, que tem a proposta de servir de base para operações em alto mar (offshore), será necessário a construção, pelo governo estadual, da rodovia do contorno, com cerca de 18 quilômetros, orçada em R$ 44 milhões.

O secretário municipal informa que as indenizações e desapropriações dos terrenos já estão em fase final para dar início ao traçado da estrada.

Enquanto isso, a Prefeitura de Itapemirim assegura que intensifica e incentiva a qualificação da mão de obra local. Para isso, instalou a Agência Municipal de Treinamento (ATM), em parceria com a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes).

“Temos que nos preparar, pois serão gerados empregos que demandarão mão de obra qualificada. Imagine um impacto de mais de duas mil novas famílias em Itapemirim, utilizando as nossas demandas sociais que já estão no limite”, avalia Josué Batista.

De acordo com ele, “turismo, pesca, petróleo e gás vão receber investimentos de cerca de R$ 20 milhões até 2014”.

Fonte: O Fato



Outras Notícias


São Barnabé

Após protestos contra cortes na Educação, greve geral está marcada para o dia 14

IV Encontro Estadual de Juventude Negra capixaba será realizado em Itapemirim

Fim das Reservas Legais transformaria o Espírito Santo em um deserto

Santo Anjo da Guarda de Portugal

Senai abre mais de mil vagas em cursos técnicos para o segundo semestre

Homem é encontrado morto em praia de Kennedy

Junho Vermelho: campanha destaca a importância da doação de sangue

Governo apresenta proposta de mudança no Código de Trânsito Brasileiro; veja o que muda

Sarampo pode causar perda auditiva, aponta especialista

Festas juninas e férias escolares aumentam riscos de acidentes com queimaduras

ProUni abre inscrições no dia 11 de junho para bolsas no 2º semestre

Inscrições para o Fies poderão ser feitas a partir de 25 de junho

Estudantes podem se inscrever no Sisu

São Crispim

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.