Programa aumenta produção de frango

Uniaves

Uma iniciativa inédita no Espírito Santo promete ampliar a oferta de frangos destinados ao abate no Estado. É o Projeto de Integração Avícola, lançado sábado, pela Companhia de Alimentos Uniaves. O objetivo é aumentar a produção, de 50 mil para 150 mil aves por dia. A previsão com esta expansão é de gerar aproximadamente 400 novos postos de trabalho diretos. Cada produtor integrado terá ao final de um ano uma margem bruta em torno de R$ 150 mil.

O lançamento do projeto aconteceu na sede da Uniaves, na localidade de Aracuí, em Castelo. Estiveram presentes o governador Renato Casagrande; o secretário de Estado da Agricultura, Enio Bergoli; o diretor do Incaper, Evair Vieira de Melo; o presidente do Bandes, Guerino Balestrassi; o prefeito de Castelo, Jair Ferraço, além de outras autoridades.“As pessoas só permanecem no campo se tiverem emprego e renda. Só investem em negócios no meio rural se tiverem condições para isso. O governo do Espírito Santo colocou o interior capixaba na pauta de prioridades de atuação e traz investimentos para melhorar as condições de vida de quem mora na zona rural, através de diversos programas”, declarou o governador Renato Casagrande. O projeto prevê a construção de 150 aviários, cada um com alojamento para 35 mil aves, até abril de 2015, localizados em Castelo e em municípios com até 70 quilômetros de distância da indústria, o que, acredita o governo, movimentará a economia local na região. A previsão é que o impacto financeiro do projeto, com a construção dos aviários, seja de aproximadamente R$ 75 milhões, gerando cerca de R$ 15 milhões de capital de giro.

“O governo oferece incentivos fiscais para que o produto capixaba seja mais competitivo do que o vem de fora. O primeiro objetivo é atender à nossa demanda interna de frango, que é maior do que nossa produção, e diminuir a necessidade de trazer a produção de outros estados”, afirmou o secretário estadual Enio Bergoli. O Projeto de Integração funciona da seguinte forma: a empresa fornecerá ao produtor pintinho, ração, assistência técnica, medicamentos, carregamento e transporte e ainda vai comprar as aves em fase de abate. Em contrapartida, o integrado (produtor) deverá arcar com a construção de galpão com infraestrutura adequada e mão de obra. Para isso os bancos disponibilizarão linhas de crédito adequadas com juros baixos, possibilitando ao produtor estar inserido no projeto.

“A integração é uma fórmula de sucesso. Uma oportunidade para produtores e empresa trabalharem juntos em prol do desenvolvimento mútuo. Com este sistema temos capacidade de ampliar a produção e, consequentemente, gerar mais emprego e renda para milhares de famílias de toda a Região Sul, em especial, do município de Castelo”, destacou o diretor da Uniaves, Pedro Henrique Oliveira. A integração contará com projetos com licenciamento ambiental; projeto modal de financiamento; recomendação das melhores propostas equalizadas de construtoras e equipamentos; projetos modulados, padronizados, dark horse com isopainel, atendendo todas as normativas do Ministério do Meio Ambiente. O projeto, asseguram, possibilitará à empresa atender melhor o mercado regional e nacional; ser referência em custos e tecnologia sustentável, entre outras ações.



Outras Notícias


São Barnabé

Após protestos contra cortes na Educação, greve geral está marcada para o dia 14

IV Encontro Estadual de Juventude Negra capixaba será realizado em Itapemirim

Fim das Reservas Legais transformaria o Espírito Santo em um deserto

Santo Anjo da Guarda de Portugal

Senai abre mais de mil vagas em cursos técnicos para o segundo semestre

Homem é encontrado morto em praia de Kennedy

Junho Vermelho: campanha destaca a importância da doação de sangue

Governo apresenta proposta de mudança no Código de Trânsito Brasileiro; veja o que muda

Sarampo pode causar perda auditiva, aponta especialista

Festas juninas e férias escolares aumentam riscos de acidentes com queimaduras

ProUni abre inscrições no dia 11 de junho para bolsas no 2º semestre

Inscrições para o Fies poderão ser feitas a partir de 25 de junho

Estudantes podem se inscrever no Sisu

São Crispim

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.