Deficiente intelectual é estuprado em supermercado no ES, diz polícia

Adolescente

Um adolescente, de 13 anos, com deficiência intelectual, diz que foi estuprado dentro do banheiro do hipermercado Wal-Mart, em Vitória, na noite desta terça-feira (23). O menino foi levado ao Departamento Médico Legal (DML) e realizou exames que comprovaram a agressão sexual. O consultor de negócios Fernando José Lobão, de 34 anos, foi preso suspeito do crime e foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Viana, na Grande Vitória. O advogado dele diz que o cliente nega o crime. A rede de supermercados foi procurada e informou que as imagens de videomonitoramento foram enviadas para a análise da polícia.
De acordo com o soldado Rixon, a Polícia Militar foi acionada para verificar a denúncia de estupro no banheiro do estabelecimento por volta de 18h30. “Quando chegamos ao local, o homem já tinha ido embora, mas o menino nos narrou toda a situação. O suspeito ainda fez uma reclamação formal no supermercado relatando o constrangimento que passou com a abordagem dos vigilantes. Tentando reverter a situação e se tornar a vítima no caso. Ele deixou os telefones de contato e assim chegamos até a casa dele em Vila Velha, onde ele foi detido”, contou Rixon.
O adolescente contou aos policiais que saiu da escola e foi fazer compras com o avô. Em seguida, foi ao banheiro, onde encontrou o suspeito. Os pais do menor estavam trabalhando no momento do ocorrido e ficaram desesperados ao saber que o filho tinha sido violentado sexualmente.
“Eu me desesperei, nunca pensei que uma coisa dessas poderia acontecer com o meu filho. Quando cheguei ao supermercado ele estava em estado de choque e envergonhado. Como vai ficar a vida do meu filho? Ele vai ficar abalado psicologicamente. Esse homem pode ter acabado com a vida do meu filho”, desabafou a mãe, que não será identificada.

O delegado que atendeu a ocorrência no Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vitória, Thiago Viana, informou que o suspeito se recusou a assinar o termo de culpa. “Vários funcionários do supermercado, o gerente, um vigilante e um fiscal viram o homem em atitude suspeita dentro do banheiro. Aqui ele se mostrou frio e muito dissimulado, recusou a assinar a nota de culpa e disse que não sabia porque estava aqui e porque a polícia queria pegar ele”, contou Viana.
A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) informou que vai investigar se o avô do menino sabia do crime e foi conivente.
Defesa
O advogado do suspeito, Marcelo Matos, disse que seu cliente nega a suspeita de estupro. “Ele contou que estava no banheiro quando o segurança do hipermercado o acusou de estupro. Fernando se sentiu constrangido e registrou a reclamação no estabelecimento. Não houve flagrante e meu cliente foi preso erroneamente”, contou.
Marcelo Matos disse que, após o ocorrido, Fernando Lobão foi para casa e, em momento algum, o segurança disse que ele seria preso. “Meu cliente foi para o ponto de ônibus em frente ao hipermercado e, quando estava em casa, depois das 20h, ligaram para ele pedindo o endereço. Logo depois, policiais chegaram na casa dele e perguntaram se ele poderia ir até a delegacia. Fernando foi por livre e espontânea vontade, mas acabou sendo preso”, relatou o advogado.
O advogado informou que vai pedir o relaxamento da prisão e irá registrar a reclamação na corregedoria porque os policiais prenderam seu cliente sem qualquer mandado e isso, para o advogado, não caracteriza flagrante. Marcelo Matos disse ainda que espera ver as imagens do circuito interno do hipermercado para constar o que realmente aconteceu.



Outras Notícias


Governo quer salário mínimo de R$ 1.040 para 2020

Senai Cachoeiro lança primeira turma do Curso de Qualificação Confeiteiro

Benefícios do chocolate: como aproveitar a Páscoa sem pagar o alto preço das contraindicações

Brasil é vice campeão mundial em cirurgias cesáreas

Mulher é morta em distrito de Alegre com pedra de 20 quilos na cabeça

Obras em trecho da rodovia do Valão são retomadas

Operação Quimera efetua prisões e afasta secretários em Vargem Alta

Justiça do ES não cumpre leis de prisão domiciliar para presas com filhos

São Crescente, foi martirizado por não negar a Jesus Cristo

Espetáculo da Paixão de Cristo terá duas apresentações em Jaciguá

Defensoria denuncia racionamento de água em presídio de Cachoeiro

Ministério registra aumento do consumo e produção de orgânicos no Brasil

Santo Isidoro, buscava a salvação das almas

Hospital do ES é condenado por dar falso diagnóstico de HIV

CNC projeta alta de 1,5% para as vendas da Páscoa contra 2% de 2018

D1 Notícias ©2010-2011. Todos direitos reservados.